Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Boas Maneiras

por filosofiacuco, em 08.04.16

Pequenos Filósofos

Grupo da Sala 3/4 anos

 

 

Num momento livre da tarde os meninos pediram para ouvir musica e fomos escolhendo algumas, até que uma das meninas pediu a música das "Boas maneiras" de Maria de Vasconcelos - "Otimo!"(pensei) Vamos trabalhar as boas maneiras....

Depois de nos divertirmos bastante ao som da música, de dançar, de cantar e até de tocarmos guitarra, foi o momento de conversar um bocadinho sobre esta música.

É uma música que fala sobre boas maneiras. O que devemos dizer quando entramos ou saímos de um lugar? Como no devemos comportar à mesa? Como devemos tratar as pessoas?

E os meninos refletiram um bocadinho sobre isso...

 

Boas Maneiras

 

 

 

 

 

Reflexão dos meninos sobre

 " Boas maneiras" de Maria de Vasconcelos.

(https://youtu.be/DFIEetQz3JM)

 

 

- " Devemos dizer bom dia" - Marta

- " E boa tarde e boa noite" - Nina

- " Temos de bater à porta e perguntar "Podemos entrar?"" - Simão

-" Não podemos falar com a boca cheia pois não?!" - Santiago

- " Temos que dizer obrigado" - Sofia

- " E na músca diz que temos de pedir se faz favor" - Leonor

- " Diz que é bem educado" - Madalena

- " Pedir desculpa aos amigos" - Inês

- " É ser bem educado. Pedir desculpa" - Luisa

- " Quando dizemos obrigado também" - Beatriz

- " Pedir por favor" - Alice

- " Dizer olá aos amigos" - Maria Inês

- " Pedir desculpa quando magoamos os amigos" - Henrique

- " Ser bem educado e dizer obrigado" - Matilde

- " Pedir por favor. Quando queremos água  pedimos por favor" - Gabriela

- "Temos de comer com a boca fechada" - Matilde

- " Não se brinca com os talheres" - Leonor

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:19


O meu Pai é...

por filosofiacuco, em 15.03.16

Pequenos Filósofos

Grupo da Sala dos 3/4 anos

 

 

 

O MEU PAI É

 

- " Amigo e brinca comigo em casa. Gosto de brincar com ele na cozinha" - Nina

- " O meu pai é grande. Ele gosta de comer muito" - Henrique G.

- " O meu pai é lindo. Eu gosto muito dele. Ele brinca comigo." - Beatriz

- " É brincalhão. Faz muitas brincadeira e gosta de mim" - Simão

- " Eu queria estar sempre com o meu pai, ele é meu amigo." - Madalena

- " O meu pai brinca comigo. Eu gosto muito dele. Ele leva-me ao parque e brinca comigo no escorrega" - Marta

- " O meu pai é careca, ele não tem cabelo. O pai brinca muito comigo em casa" - Leonor

- " O pai tem uma mota, eu queria nadar na mota. Mas so o pai é que anda. Ele é muito grande" - Henrique A.

- " O pai brinca comigo, fazemos jogos muito dificeis. Eu gosto de brincar com o pai aos trabalhos" - Luisa

- " O meu pai é bonito" - Inês

- " O pai brinca comigo" - Maria Inês

- " O pai António brinca comigo. Fazemos jogos" - Tomás Q.

- " Eu gosto do pai, ele é fixe" - Ariana

- " O meu pai é muito grande e faz coisas muito dificeis" - Miguel

- " O papá faz muitas surpresas" - Luis

- " O meu pai vive muito longe, mas ele vem e brinca comigo" - Sofia

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35


Menino Curioso

por filosofiacuco, em 29.02.16

Pequenos Filósofos

Grupo da Sala 3/4 anos

images

 

O menino Curioso

Coçou o umbigo

Quem sou eu?

Sou teu amigo.

 

Rosângela Trajano (escritora Brasileira) - Para Gostar de Pensar Vol. I

 

 

Reflexões das Crianças:

 

- " O que é curioso?" Santiago

- " O menino era curioso." Simão

- " Era o menino que tinha cócegas" - Marta

- " O menino coçou o umbigo" - Matilde

- " O umbigo é na barriga. O menino gostou do umbigo." - Beatriz

- " O menino era amigo" - Leonor

- " O umbigo era amigo do menino" - Henrique

- "O menino gostava do umbigo" - Alice

- "O umbigo é pequenino" - Madalena

- "É pequenino e redondo" - Luisa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00


Ter Medo

por filosofiacuco, em 25.01.16

"Medo"

Pequenos Filósofos

Grupo da Sala 3/4 anos

 

index

 

Era um leão medroso

Tinha medo de sorrir

Medo de tudo

Até de dormir.

 

 

Reflexão das crianças:

 

"Eu tenho medo do escuro"

"Eu não gosto de bruxas. Tenho medo"

"Eu não gosto do escuro. Tenho medo de dormir porque depois veêm os monstros"

"Eu tenho medo dos ladrões."

"Eu tenho medo dos fantasmas"

 

Em conjunto, as crianças decidiram "fechar" os seus medos. Então registaram, através do desenho, os seus medos, guardando-os em seguida  num saco. 

 

"Assim não saem dai pois não?"

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:30


“Mamã Maravilha”

por filosofiacuco, em 03.05.15

Sala 4/5

 

mama

 

Reflexões das crianças:

-“ A minha mãe te

Reflexões das crianças:

-“ A minha mãe tem que fazer o jantar porque o meu pai tem que trabalhar no computador.”

-“ Se não tivéssemos mãe não nascíamos.”

-“ O mundo era só filhos. Só adultos, só adultos…”

-“ Se não tivéssemos mãe, a mãe não podia dar leite.”

-“ As mães são importantes porque os bebés ficam na barriga da mãe como um feijão que cresce, cresce…”

-“ Se não tivéssemos uma mãe, o pai ganhava pouco dinheiro e tínhamos pouca comida.”

-“ Não tínhamos pouca comida porque sem mãe não existíamos.”

-“ Precisamos de mãe, porque o pai com 2 filhos não consegue fazer tudo.”

-“ A minha mãe cuida de mim e da minha irmã e faz uma coisa de cada vez.”

-“ Se não tivéssemos mãe e o pai fosse trabalhar, ficava-mos sozinhos e chorávamos.”

-“ Os bebés nascem das mães e não dos pais por isso precisamos das mães.”

-“ Sem mãe não tínhamos mimos quando o pai fosse para o trabalho.”

-“ Podíamos nascer da avó.”

-“ Mas assim não era avó era mãe.”

-“ E se não existisse avó?”

-“ Também não existia mãe, porque a tua mãe nasce da tua avó.”

 

A minha Mãe:

 

-“ Mamã amiga.” Mariana

-“ Mamã cantora.” Sofia

-“ Mamã carinhosa.” Manuel

-“ Mamã carinho.” Pedro Cruz

-“ Mamã alegria.” David

-“ Mamã divertida.” Rafael

-“ Mamã miminhos.” Henrique

-“ Mamã gira.” Laura

-“ Mamã fofinha.” Catarina

-“ Mamã coração.” Martinha

-“ Mamã fixe.” Wesley

-“ Mamã dançar.” Rita

-“ Mamã vaidosa.” Leonor

-“ Mamã gosto de ti.” Diogo

-“ Mamã som dos passarinhos.” Inês

-“ Mamã limpeza.” Afonso

-“ Mamã beijinhos.” Carolina

-“ Mamã cozinheira.” Pedro Fonseca

-“ Mamã passeio.” Rodrigo

-“ Mamã doces.” Martim

Bom dia da Mãe

transferir

 

e não tivéssemos mãe não nascíamos.”

-“ O mundo era só filhos. Só adultos, só adultos…”

-“ Se não tivéssemos mãe, a mãe não podia dar leite.”

-“ As mães são importantes porque os bebés ficam na barriga da mãe como um feijão que cresce, cresce…”

-“ Se não tivéssemos uma mãe, o pai ganhava pouco dinheiro e tínhamos pouca comida.”

-“ Não tínhamos pouca comida porque se mãe não existíamos.”

-“ Precisamos de mãe, porque o pai com 2 filhos não consegue fazer tudo.”

-“ A minha mãe cuida de mim e da minha irmã e faz 1 coisa de cada vez.”

-“ Se não tivéssemos mãe e o pai fosse trabalhar, ficava-mos sozinhos e chorávamos.”

-“ Os bebés nascem das mães e não dos pais por isso precisamos das mães.”

-“ Sem mãe não tínhamos mimos quando o pai fosse para o trabalho.”

-“ Podíamos nascer da avó.”

-“ Mas assim não era avó era mãe.”

-“ E se não existisse avó?”

-“ Também não existia mãe, porque a tua mãe nasce da tua avó.”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:47


Liberdade

por filosofiacuco, em 28.04.15

Sala 4/5

 

frase-liberdade-de-voar-num-horizonte-qualquer-liberdade-de-pousar-onde-o-coracao-quiser-cecilia-meireles-97012

 

Reflexões das crianças:

- " Ser livre é fazer o que nós queremos à vontade."

- " Ser livre é fazer as coisas como deve ser."

-" Ter liberdade é podermos falar à vontade e fazer coisas que nós gostamos."

-" É irmos a algum lado."

-" É não estarmos presos e podermos ir passear."

-" É estar à vontade."

-" É podermos dizer o que quisermos."

-" Ser livre é termos um amigo ao nosso lado."

-" É portar bem e ter tempo para fazermos as coisas para a nossa vida correr bem."

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:26


"A Fábula dos feijões cinzentos"

por filosofiacuco, em 28.04.15

Sala 3/4

a-fbula-dos-feijes-cinzentos-2-728

Reflexões das crianças:

-" Os feijões estavam sem cor porque estavam sem ar e liberdade."

-" Não partilhavam a água e ficaram pequenos."

-" As feijoadas (feijocas) estavam a cantar e não podiam porque os outros feijões sabiam tudo."

-" Um feijão tirou o sol só para ele."

-" Pegou o lápis com os dentes para tirar as ideias aos outros."

-" Um feijão disse que ia "tratar da saúde" porque não concordou com as ideias dos outros."

-" Os feijões ficaram todos cinzentos e perderam a liberdade."

-" A liberdade é viver."

-" É fazer e dizer as coisas que queremos."

-" Liberdade é pensar, e ganhar a vida."

-" Ser livre é não estar preso."

-" A liberdade pode ser pensar que não podemos magoar os amigos."

-" A liberdade é ficar em paz sem fazer mal às pessoas."

-" Nós gostamos de ser livres porque não gostamos de ser fechados."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:33


“Uma novidade”

por filosofiacuco, em 28.04.15

Sala 3/4 anos

 

uma novidae

 

 “Uma novidade”

 Rosângela Trajano

Escritora brasileira

 

“Papai, hoje tenho uma novidade para você! Sabia que eu já sei ler as vogais? Só sei contar 1,2,3,4,5,6,7,8,9 e 10! As vogais? Você quer saber quais são: A,E,I,O,U. Viu que novidade bonita!”

 

Reflexão das crianças:

  • “ Novidade é uma coisa que nunca tínhamos feito antes.”
  • “ Novidades contamos só num dia.”
  • “Uma novidade é o que contamos quando vimos para a escola.”
  • “O menino disse ao papá que já sabia as vogais mas não sabia contar até 20.”
  • “Uma novidade só acontece um dia.”
  • “O menino tinha a novidade de fazer o A,E,I,O,U.”
  • “Novidade é uma coisa nova.”
  • “Novidades é contar coisas.”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:55


“Eu gosto de pensar”

por filosofiacuco, em 28.04.15

Sala 3/4 anos

 

eu gosto de pensar

 

“Eu gosto de pensar”

 Rosângela Trajano

Escritora brasileira

 

 

“A melhor coisa do mundo para mim é quando me deito em minha caminha e começo a pensar sobre as coisas que aprendi, que fiz, que disse e as pessoas que amo. Eu começo a descobrir tantas coisas certas e erradas em mim.”

 

Reflexão das crianças:

  • “ Pensar é ver os disparates.”
  • “ Quando estou na cama penso no que posso fazer naquele dia.”
  • “Eu deito-me na cama e penso que estou acordado.”
  • “Nos Pequenos Filósofos estamos a pensar no que fala o texto.”
  • “Pensar também é imaginar.”
  • “No carro penso muito que estou a ser fotógrafa.”
  • “Pensar é quando fazemos alguma coisa boa às pessoas.”
  • “Pensar pode ser pensar nos filmes que vemos em casa.”

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:54


Carta à Primavera

por filosofiacuco, em 16.04.15

Sala 4/5

 

Aos cuquinhos da Sala dos 4 e 5 anos:

Olá meninos! Eu sou a Primavera. Prima de muitos e amiga de todos. Penso que já todos me conhecem embora eu seja um bocado tímida e nem sempre goste de aparecer. Tenho três amigos especiais: o Verão, o Outono e o Inverno. Somos todos deferentes mas é por isso que nos damos bem e tenho a certeza que sem as nossas diferenças os vossos dias não seriam tão divertidos. Como devem ter reparado, ultimamente as pessoas falam de mim e estão sempre a reclamar: dizem que eu já devia ter aparecido mas às vezes fico tão cansada de tentar combater a chuva e o frio! Mesmo assim, fico muito contente por ver que todos me esperam com alegria.

Já ouço os pássaros a chamarem por mim e a cantar doces melodias, o sol parece já querer ficar por aqui a brilhar com intensidade, as flores começam a nascer e a cativar-me com o seu perfume e as folhas das árvores já voltaram a ser verdes outra vez.

Na verdade, parece que todos estão ansiosos por me ver mas… Tenho medo que já não se lembrem de mim. Será que ainda todos sabem as minhas cores? E os meus cheiros?

A minha viagem já começou e em breve chegarei para passar uns tempos com vocês. Não sei ao certo quando vou chegar mas assim que aí estiver, vocês darão conta. Quero muito poder levar-vos o meu calor e tornar os vossos dias muito animados.

Espero que queiram também partilhar algum do vosso tempo comigo! Prometo dias longos e quentinhos para todos.

 

 

Beijinhos,

A Primavera

 

images (1)

 Reflexões das crianças:

Como é que a Primavera consegue escrever? O que é que ela escreve?

-" Carta, porque veio do correio."

-" Porque começa pelos cuquinhos."

-" Escrever."

-" Escreve com o vento da Primavera."

-" Pede ajuda aos animais que levantem os pés e escrevam."

-" Mas os animais não sabem escrever. Se calhar é com as folhas."

-" Se calhar foi o macaco que escreveu."

-" Soprou o lápis com o vento para escrever."

-" Se calhar são os pássaros que escrevem com os seus bicos."

-" Pode ser com as coisas que veem da Primavera, com símbolos."

 

"Será que ainda todos sabem as minhas cores?"

-" Cor-de-rosa."

-" Vermelho e verde."

-" Amarelo e cor-de-laranja."

-" Roxo."

-" Castanho."

-" Azul claro e azul escuro."

-" Azul turquesa."

-" Cheiro das flores."

-" Cheiro da relva."

-" Cheiro a boca de leão que faz espirrar."

-" Cheiro da árvores."

 

E os sons?

-" Som da borboleta."

-" Som dos passarinhos."

-" Som dos animais."

-" Som do esquilo."

-" Som das abelhas."

-" Som do vento."

-" Som das minhocas na terra."

 

Carta á Primavera:

"Querida Primavera.

Nós adoramos-te, não queremos que venha frio.

Queremos que fique quentinho e confortável. Queremos que o sol não vá embora se não, não podemos brincar ao sol e cheirar as flores.

Gostávamos de ver nascer mais flores e plantas interessantes e de ouvir os passarinhos.

Gostávamos também que chegasses rápido para vermos as abelhas a tirar o mel e que mandasses uma chuva de sumo de morango.

Por favor, não vás embora, podes vir e ficar para sempre?

Adeusinho e beijinhos, dos cuquinhos da sala dos 4 e 5 anos."

IMG_9964

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:23


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

subscrever feeds